Korea Pack 2020

27/07/2020 a 30/07/2020

IPF INTERNATIONAL PLASTIC FAIR JAPAN

06/10/2020 a 10/10/2020

Veja todos os eventos
fechar

Porto de Santos registra o melhor primeiro trimestre de sua história


A movimentação de cargas pelo Porto de Santos (SP) registrou dois recordes históricos no último mês de março. Ao atingir 12,74 milhões de toneladas movimentadas, o mês superou em 12,1% o resultado de março de 2019. Além disso, os números registrados elevaram o acumulado do ano a 31,62 milhões de toneladas, resultando no melhor primeiro trimestre da história do porto, 1,4% acima da maior marca anterior para o período, obtida em 2018, e 3,9% de alta sobre o primeiro trimestre de 2019.

O bom desempenho deve-se principalmente ao crescimento de 14,6% no total mensal dos embarques, que somaram 9,74 milhões de toneladas. No trimestre, o avanço de 2,4% permitiu ao Porto de Santos atingir 22,3 milhões de toneladas embarcadas. O fluxo inverso também apresentou crescimento: as descargas cresceram 4,8% no mês e 7,5% no trimestre, alcançando 3 milhões de toneladas e 9,37 milhões de toneladas, respectivamente.

As cargas de maior expressão dentre as embarcadas também registraram significativos índices de crescimento. Em março, o complexo soja (grão e farelo), com quase 5 milhões de toneladas movimentadas, cresceu 16,1%, ampliando para 8,92 milhões de toneladas o acumulado no período, com alta de 1,2%. O açúcar, com 1,42 milhões de toneladas no mês, teve incremento de 31%, elevando para 3,32 milhões de toneladas o total trimestral, aumento de 14,9%.

O desempenho nos embarques do complexo soja refletiu a forte demanda nos mercados internacionais, favorecida pela logística comprometida na Argentina e pela desvalorização do real. O crescimento das exportações de açúcar foi influenciado pela recente queda nos preços do petróleo, tornando o etanol menos competitivo frente aos combustíveis fósseis, tornando mais lucrativa a opção pela produção do açúcar nas usinas. Soma-se também a isso a desvalorização cambial do real frente ao dólar, favorecendo as exportações nacionais da commodity.

Nos desembarques, também cargas de forte participação tiveram crescimento representativo. O incremento de 4,8% no total descarregado no mês (3 milhões de toneladas) ampliou em 7,5% o total dos desembarques no trimestre (9,37 milhões de toneladas).

O óleo diesel/gás/óleo alcançou no mês 224,45 mil toneladas, crescimento de 30,3%, elevando para 657,83 mil toneladas o total no trimestre, alta de 23,2%. O adubo atingiu 195,99 mil toneladas no mês, superando em 27,7% o verificado em março de 2019 e ampliando para 1,02 milhão de toneladas o total trimestral, alta de 17,5%.

Seguindo a tendência de crescimento em 2020, as operações com contêineres registraram aumento mensal de 7,6%, atingindo  337,25 mil TEUs (Twenty Foot Equivalent Unit, que refere-se à Unidade Equivalente de Transporte), o que contribuiu para o acumulado até março alcançar a movimentação de 1,02 milhão TEUs, desempenho 15,4% superior na base anual. A participação de Santos no total de contêineres movimentados no país, com base nos últimos dados divulgados pela Agência Nacional de Transportes Aquaviários (ANTAQ) em fevereiro, alcançou 39%, avanço de dois pontos percentuais sobre 2019.

Os contêineres transportaram em março 3,8 milhões de toneladas, incremento de 4,6%, ampliando o total no ano para 11,09 milhões de toneladas, superando em 10,8% o verificado no primeiro trimestre do ano passado.

O Porto de Santos ampliou sua participação acumulada na corrente comercial brasileira ao registrar 28,4% no primeiro trimestre contra 27,2% em igual período do ano passado. A China concentrou 27,8% das transações comerciais com o exterior que passaram por Santos, com US$ 7,39 bilhões, seguida pelos Estados Unidos, com US$ 3,36 bilhões, e pela Alemanha com US$ 1,39 bilhão.

O estado de São Paulo liderou a participação nas transações comerciais com o mercado externo pelo Porto de Santos, atingindo 55,7% de participação.

(Fonte: Tecnologística, 27 de abril de 2020)