Pack Expo East

03/03/2020 a 05/03/2020

LATAMCAN 2020

04/03/2020 a 06/03/2020

Veja todos os eventos
fechar

O mercado single veio para ficar (e as marcas já estão entendendo isso)


Muitos anos atrás, era bastante comum pensar que todas as pessoas deveriam encontrar alguém, se casar e viver juntas o resto da vida. Felizmente, hoje esses ideais de relacionamento estão sendo superados. Os últimos dados do IBGE mostram que os brasileiros solteiros representam 48,1% da população, um número bem expressivo e importante para as empresas. Isso porque são eles que mais gastam nas compras de casa: R$ 58,81 por semana, o que significa 7,97% a mais do que os casados, de acordo com um estudo da Alelo. Geralmente, essas pessoas vivem sozinhas e, por terem necessidades diferenciadas, formam um nicho específico de consumidores: o mercado single

No artigo de hoje, descubra tudo sobre esse grupo que vem chamando atenção das marcas!

Mercado single: características

Os solteiros estão provando que viver sozinho pode ser mais proveitoso e saudável. Quem se divorciou nas últimas décadas ou tem acima de 50 anos estão optando pela solitude e se abrindo para um novo estilo de vida, em que carreira, desenvolvimento pessoal, educação e viagens ganham prioridade. 

Essa mudança dita novos hábitos e preferências de consumo, que impactam diretamente a forma como o varejo oferece seus produtos e serviços. Um exemplo é que os consumidores singles não optam por qualidade e, sim, conveniência e preço. Por isso, eles são menos dispostos a escolher produtos que estão na moda e não costumam aderir a programas de fidelidade. A preferência, nesse caso, é a segurança financeira — logo, buscam por materiais simples, funcionais e descartáveis. Além disso, precisam de produtos em quantidades reduzidas, ou seja, em embalagens menores.

Entre os singles que não dão muito valor para marcas conhecidas, os mais velhos — que geralmente já estão mais independentes — lideram esse ranking. Aliás, segundo a pesquisa Lifestyle Survey da Euromonitor, são eles que estão ditando os novos costumes e prioridades, já que são mais numerosos do que os jovens. E os números são bem animadores para o varejo, porque eles geralmente têm um maior poder de compra. 

Para atender a essa demanda, negócios estão investindo na oferta de produtos em pequenas quantidades (que evitam o desperdício) e na praticidade de porções individuais para consumo imediato. Confira abaixo alguns exemplos de marcas que já vêm se adaptando a essa nova realidade, disponibilizando serviços e produtos customizados para consumidores singles

JBS aposta em quem vive sozinho

Para incrementar ainda mais o seu portfólio de produtos destinados ao mercado single, a JBS — uma das principais indústrias de alimentos do mundo — apostou em uma nova embalagem para a sua salada de maionese com frango e legumes. Agora, ela vem em versão pouch de 170 g, mais compacta do que a tradicional de 300 g. Pronta para servir, não precisa de refrigeração e ainda é bastante versátil, podendo acompanhar refeições, wraps e sanduíches, além de ser servida como petisco. 

A salada compõe o mix de produtos de uma das marcas da JBS, a Bordon, que é voltada para o segmento single e oferece, em lata pequena, pratos como feijoada e almôndegas ao molho. Outra marca da empresa, a Friboi, fornece cortes de carnes de fácil preparo, como a carne moída em bandeja, além de produtos ainda mais práticos, prontos para o consumo. A venda desses alimentos tem hoje um papel representativo no e-commerce da empresa, o que evidencia a busca dos singles pela conveniência. 

Cesta básica para solteiros

A Cesta Básica de Alimentos (CBA) conta com alguns itens considerados essenciais para a sobrevivência de uma família no período de um mês, como arroz, feijão, sal, macarrão, fubá, açúcar, farinha, biscoito e café, além de produtos de higiene e limpeza, como sabão, papel higiênico e sabonete. A quantidade e os tipos de itens variam de acordo com a região do país e com as leis que regulamentam a cobrança de impostos sobre os produtos da cesta. 

Como é possível imaginar, essa cesta não atende as necessidades do mercado single em termos de quantidade e tipos de produtos. Foi pensando nisso que uma empresa de São Paulo, a QualyCestas, teve a ideia de criar uma versão personalizada: a Cesta Básica Solteiro. Esse modelo custa bem menos, cerca de R$ 90,00, e possui itens mais adequados para quem precisa de praticidade no dia a dia, como leite, achocolatado, macarrão, molho de tomate, atum, maionese, goiabada e refresco.

Sadia investe em conteúdo para solteiros 

A Sadia é uma opção bastante lembrada por quem precisa de praticidade na cozinha. Atenta às mudanças do mercado e com propostas inovadoras, ela foi pioneira na produção de alimentos congelados como lasanha e pizza. De olho no crescimento do mercado single, oferece produtos como o hot pocket (sanduíches) e a minilasanha. 

E não para por aí: pensando em quem deseja cozinhar seu próprio alimento, mesmo tendo pouco tempo, seu site disponibiliza uma sessão com receitas divididas por ingredientes, tipo de prato, quantidade de porções, nível de dificuldade e tempo de preparo. Assim, seguindo as dicas da página, é possível preparar pratos individuais com ingredientes simples e de um jeito fácil e rápido.

Omo lança versão concentrada em refil para diluir em água

A praticidade dos consumidores singles chegou ao segmento de limpeza com uma novidade da marca Omo: uma versão do sabão líquido em refil para diluir em água. Graças a uma tecnologia exclusiva de concentração, 500 mililitros do produto rendem 3 litros. Isso significa um duplo benefício para os consumidores, que vão economizar no custo final do sabão e nas idas ao supermercado.

Essa versão refil de Omo também traz vantagens em toda a cadeia produtiva, principalmente na questão da sustentabilidade. A embalagem menor e mais leve, por exemplo, ocupa menos espaço nas caixas, reduzindo a frota de caminhões nas ruas e, consequentemente, a emissão de gases poluentes na atmosfera. Além disso, é bem mais fácil de ser carregada pelos consumidores após a compra. Outro ponto importante é que a fórmula seis vezes mais concentrada do sabão requer menos água e insumos naturais em seu processo de fabricação. 

Produtos e serviços que oferecem praticidade e economia certamente vão agradar os consumidores que vivem sozinhos. Se tiverem processos produtivos otimizados que os tornam mais sustentáveis, serão ainda mais valorizados. E o resultado disso são marcas que lideram os rankings de popularidade e conquistam cada vez mais o mercado single.