Sustentabilidade

Sustentabilidade é um estado de equilíbrio nos âmbitos social, econômico e ambiental de nosso sistema, atendendo às necessidades da geração atual, sem prejudicar ou comprometer o atendimento às futuras.

Como a embalagem contribui para a sustentabilidade?

A embalagem é tida como uma das ferramentas que viabiliza a sociedade atual. Ela deve estar aliada à preservação da vida, da saúde e dos recursos naturais.

Esta é a base da existência e do desenvolvimento do setor; o que guia seu avanço tecnológico em busca de “Melhor qualidade de vida, para mais pessoas, por meio da embalagem”

(WPO – World Packaging Organization / Organização Mundial da Embalagem)

A embalagem construindo a sustentabilidade

Proteção, aumento de vida útil, saúde, segurança, economia, redução do desperdício e bem estar são os principais pilares da embalagem. Alinhados a eles está a responsabilidade ambiental em todas as etapas do ciclo de vida da embalagem, do desenvolvimento à revalorização após o consumo do produto.

Consumo Consciente

Consumo consciente é um processo que começa na escolha do produto e passa pelo seu uso e descarte. Desta forma, todas as etapas do consumo podem ser pensadas racionalmente.

A embalagem se molda à sociedade, refletindo seus hábitos, valores e grau de desenvolvimento. Ao mesmo tempo ela atua de maneira inversa e ajuda a impulsionar as mudanças de consumo necessárias para a sustentabilidade. Hoje, além de promover a destinação correta para a reciclagem ou reutilização, as embalagens possibilitam um consumo mais consciente.

Ações que embalam a sustentabilidade

  • Ações governamentais – relacionam-se à provisão de saneamento básico para a população, gerenciamento dos resíduos domiciliares pós-consumo, inclusão social na triagem e valorização da indústria recicladora, melhoria da educação e incentivo a empresas sustentáveis, entre outros.
  • Ações empresariais – focadas no desenvolvimento de tecnologias e processos de produção mais limpos, no aperfeiçoamento contínuo de produtos e processos e no desenvolvimento e cooperação nos processos de reciclagem e comercialização de produtos reciclados, bem como a valorização e dignificação de seus colaboradores. Também prevê a produção de embalagens com base nas Diretrizes de Sustentabilidade da Indústria de Embalagens lançadas pela ABRE.
  • Ações individuais – são fundamentais na busca pela sustentabilidade. Estas ações ajudam a construir um novo sistema no qual todos podem participar. O consumo consciente e o descarte correto de resíduos garantem ótimos resultados. Mas a sustentabilidade só é possível com a co responsabilidade e atuação conjunta da sociedade, das empresas e dos governos. Cada parte tem o seu papel.

Indústria da embalagem

Visionárias, as indústrias de embalagem ocupam a linha de frente nas políticas de sustentabilidade. Como exemplos:

  • aproveitamento máximo de matérias-primas,
  • controle rigoroso de produção,
  • envase eficaz,
  • gestão de recursos,
  • criação de associações,
  • investimentos em pesquisas e desenvolvimento de tecnologias e processos de reciclagem de produtos e resíduos,
  • certificações de qualidade,
  • fomento às cooperativas,
  • incentivo à logística reversa,
  • racionalização e redução do uso de energia, combustíveis fósseis e água,
  • treinamento de pessoas e apoio a comunidades.

As indústrias de embalagem tiveram como benefício imediato a economia de recursos naturais. Elas também foram precursoras na implantação de medidas de responsabilidade sócio, econômica e ambientais com repercussão positiva em toda a cadeia produtiva.