Matérias-primas e insumos

Adesivo hot melt

Os Hot Melt são adesivos termoplásticos, 100% sólidos, desenvolvidos especialmente aplicação por equipamentos automáticos; eles não possuem solventes em sua formulação. Sua aplicação demanda aquecimento de temperatura; após esfriar ele está curado. Ele garante colagens rápidas e resistentes em diversos substratos.

Adesivo PSA

Os PSA (Pressure Sensitive Adhesives – Adesivos Sensíveis à Pressão) são adesivos com tack à temperatura ambiente. Segundo o PSTC (Pressure Sensitive Tape Council), um PSA consiste em um adesivo que na forma seca é resistente e permanentemente pegajoso em temperatura ambiente e adere firmemente a uma variedade de superfícies. Não é necessária pressão superior à pressão manual. Eles não requerem ativação por água, solvente ou calor e têm suficiente força coesiva e natureza elástica, podendo ser manuseados com os dedos e removidos de superfícies lisas sem deixar resíduos.

Alumínio

O alumínio é leve, atóxico, maleável, resistente e pode ser polido, pintado e impresso em qualquer cor. É usado nos formatos de bisnagas, latas, bandejas, folhas finas, aerossol, etc. É um material amplamente utilizado para acondicionar alimentos, bebidas, produtos de higiene e beleza e, ainda, medicamentos sensíveis à luz, à água e ao calor.

Fibralata

Fibralata ou lata multifolhada possui o papel como componente básico, associado a partes metálicas como um anel de lacre; as tampas podem ser plásticas. É formada por camadas de papel que formam um corpo cilíndrico resistente. O alumínio é usado como anel de fechamento do cilindro, tampa e fundo. É utilizada em produtos de limpeza, químicos, queijos e produtos em pó em geral.

Aço / Folha de flandres

A folha de flandres é a chapa de aço fino, laminada à frio, com os dois lados revestidos com estanho comercial puro que evita a corrosão e a ferrugem. O aço garante sua rigidez e moldabilidade e o estanho também garante soldabilidade e beleza. O material é atóxico e muito usado na fabricação de embalagens e eletrodomésticos.

Madeira

O material remonta as primeiras embalagens modernas para o transporte de produtos manufaturados e matérias-primas – caixas e engradados. Há ainda os barris para o acondicionamento e envelhecimento de bebidas.

Metal

Além das latas de folha de flandres, são exemplos de embalagens metálicas os tambores de aço e os laminados de alumínio. Graças ao processo de auto clave, as latas preservam os alimentos e aumentam sua vida de prateleira. São embalagens recicláveis.

Papel

Neste grupo estão os sacos e papéis de embrulho, as caixas e cartuchos de papelão liso e as caixas de papelão ondulado. As embalagens de papel e de papelão podem ser moldadas em vários formatos, são relativamente leves e ocupam pouco espaço de armazenamento. Existem processos que tornam o material resistente à água: laminação com filmes plásticos e aplicação de revestimentos. Os materiais celulósicos são biodegradáveis e recicláveis. São oferecidos com diversas espessuras e formatos e garantem boa qualidade de impressão.

Papelcartão

É uma folha de papel espessa e rígida, formada de pasta de celulose. Pode ser revestida para garantir a impermeabilização. É usado na fabricação de caixas e cartuchos para produtos alimentícios, farmacêuticos, cosméticos, entre outros.

Papel kraft

É um papel resistente, em tons de marrom, dependendo da origem da celulose. Pode ser branqueado. Possui grande resistência a rasgo, tração e umidade e é utilizado na fabricação de sacos, sacolas, envelopes, latas multifolhadas e bobinas para embrulho. Participa na composição das capas das caixas de papelão ondulado, tubetes e barricas multifolhadas.

Papel ondulado

É uma estrutura formada por um ou mais miolos de papel, colados no topo das ondas a um ou mais papéis planos (capas). O papelão é composto por capa externa, miolo (o corrugado) e capa interna. Resulta em caixas de boa resistência ao empilhamento, ao estouro e ao rasgo. São utilizadas para quase todos os produtos: alimentos, bebidas, produtos químicos, eletrodomésticos, móveis, louças, etc.

Plástico

O material é usado em diversas embalagens como filmes, sacos, tubos, engradados e frascos. São embalagens leves e que podem ser moldadas em diversos formatos. As embalagens podem ser rígidas ou flexíveis e os processos mais comuns de transformação são sopro, injeção, extrusão e termoformagem. As principais resinas termoplásticas usadas na fabricação de embalagens plásticas são:

Polipropileno (PP) – tampas, pequenos frascos, rótulos para garrafas de refrigerante, potes de margarina, etc.

Poliestireno (PS) – usado na forma transparente ou composta para produção de utensílios domésticos. Quando expandido, é usado como isolante térmico em embalagens para alimentos e como cushioning de embalagens.

Policloreto de Vinila (PVC) –frascos rígidos e flexíveis, blister e filmes. Seu principal uso é na fabricação de bens duráveis.

Polietileno tereftalado (PET) – garrafas para bebidas e potes para alimentos.

Polietileno de alta densidade (PEAD) – potes para lácteos, sucos de frutas, frascos para detergentes de roupa, branqueadores, óleo de motor, etc.

Vidro

É um dos materiais mais antigos usados na fabricação de embalagens. É inerte, ajuda a preservar o produto e tem propriedades barreira a oxigênio. As embalagens de vidro podem ser lavadas e reutilizadas; o vidro é reciclável e não sofre perda de qualidade ou pureza. Também possui boa resistência à compressão vertical, um ponto positivo para o empilhamento.