Varejo responde por 21% da demanda por resinas

Evolução da demanda doméstica – PP e PEsCom um total de 371 mil toneladas de resinas PP e PEs comercializadas, o canal de varejo foi responsável por atender 21% da demanda nacional desses produtos no primeiro semestre de 2012.

Com mais de 47% de participação deste segmento, os distribuidores associados à ADIRPLAST (Associação Brasileira dos Distribuidores de Resinas e Bobinas Plásticas de BOPP e BOPET) foram responsáveis pela venda de 177 mil toneladas de plástico nos primeiros seis meses de 2012, o que os coloca como os maiores representantes do canal de varejo do mercado nacional de resinas plásticas.

Mercado brasileiro de PP e PEsEsses dados foram apontados por estudo inédito feito no país e encomendado pela entidade à empresa de consultoria Strategia Gestão Empresarial, que analisou 192 empresas na coleta de informações, todas participantes do Varejo de PP e PEs. Ainda segundo levantamento, a demanda interna de resinas PP e PEs no Brasil no mesmo período foi de 1,7 milhões de toneladas. Número bem aquém dos quase 2 milhões alcançados no último semestre do ano passado, mas ainda positivo, quando comparado aos primeiros seis meses de 2011.

Destas 1,7 milhões de toneladas comercializadas, mais de três terços têm origem nacional. Com volume de 418 mil toneladas, as importações tiveram uma queda representativa no mercado nacional. Quando comparados os dois primeiros semestres de 2011 e 2012, 11% menos resinas foram trazidas de fora do país neste ano. Já quando levado em conta o segundo semestre do ano passado, a queda sofrida por este primeiro semestre representa 22%.

Em relação às resinas mais compradas fora do Brasil, o estudo aponta o Polietileno Linear, de Baixa Densidade e outros PEs, com um total de 45%, como os plásticos mais importados pelos brasileiros. Em seguida vem o PEAD (Polietileno de Alta Densidade), com 27% de participação.

(Fonte:ADIRPLAST, 27 de setembro de 2012)