Projeto Design Embala participa de workshop para promover ações de fomento às exportações do projeto Brazilian Flavors

São Paulo, novembro de 2013 – O Design Embala, projeto da Apex-Brasil – Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos em parceria com a ABRE – Associação Brasileira de Embalagem, participou recentemente do Workshop – Projeto Brazilian Flavors. O evento foi realizado pelo Centro Internacional de Negócios de Curitiba, no Paraná, em parceria com a ABBA – Associação Brasileira dos Exportadores e Importadores de Alimentos e Bebidas, e teve como objetivo promover as ações de fomento às exportações do Brazilian Flavors, iniciativa da ABBA em parceria com a Apex-Brasil.

Além de apresentar o Brazilian Flavors e oferecer possibilidades para as empresas participantes do projeto exportarem seus produtos alimentícios e de bebidas de forma mais assertiva e competitiva, o evento enfatizou a importância da embalagem no mercado internacional, o Regulamento e a Nova Lei FDA – U.S Food and Drug Administration e a promoção das exportações brasileiras de alimentos e bebidas industrializados, com foco na adequação ao mercado americano.

O workshop contou com as palestras do Instituto de Alimentos e Bebidas, apresentada por Amanda Primo – Coordenação Alimentos e Bebidas do SENAI Toledo; Apresentação da ABBA e do projeto Brazilian Flavors, realizada por Raquel Salgado – Gerente do Projeto Brazilian Flavors; Oportunidades e Desafios no Mercado Americano de Alimentos e Bebidas, com Renato Sabaine – Especialista Comercial do Serviço Comercial dos Estados Unidos/Consulado Americano; Adaptação de Embalagens para o Mercado Internacional, por Paulo de Castro – Chairman do Comitê de Comércio Exterior da ABRE; e FDA – Regulamento e Nova Lei, com Facundo Ozan Carranza – Senior Regulatory Advisor.

O Brazilian Flavors tem como objetivo fomentar a exportação dos setores de alimentos e bebidas industrializados, tais como: pão de queijo, energético, barra de cereais, suplementos nutricionais, queijos, geleias, doces e compotas, conservas e palmito, molhos, condimentos e pimentas, pratos prontos, snacks, lácteos, água do mar dessalinizada, refrigerantes, sucos, chás, cervejas, licores, cachaça, caipirinha pronta, xaropes concentrados e naturais, dentre outros. O projeto atua nas principais redes de Varejo e Food Service internacionais bem como no segmento de Private Label, em países como Estados Unidos, Canadá, México e Espanha, e está prospectando o mercado chinês.

(Fonte: ABRE, Dezembro de 2013)