Plástico verde da Braskem chega às embalagens de cafés orgânicos

Plástico verde da Braskem chega às embalagens de cafés orgânicosA Braskem, maior petroquímica das Américas, e a União Plásticos, empresa que industrializa e comercializa embalagens plásticas flexíveis, firmaram parceria com a Cooperativa dos Agricultores Familiares de Poço Fundo e Região (COOPFAM), em Minas Gerais, para o fornecimento do Plástico Verde I’m green. O polietileno de cana-de-açúcar, matéria-prima 100% renovável, será empregado na produção de embalagens de cafés orgânicos.

Anualmente a cooperativa distribui quatro toneladas desses grãos e a União Plásticos é a responsável pelo desenvolvimento e pela produção destas embalagens. Neste primeiro momento, a COOPFAM utilizará a resina renovável da Braskem na produção de embalagens tradicionais, conhecidas como almofadas. A cooperativa é referência em agricultura orgânica, solidária e agroecológica, beneficiando mais de 400 famílias de pequenos cafeicultores de municípios do sul de Minas Gerais.

“Esta será a primeira embalagem de cafés orgânicos a apostar na utilização do polietileno verde no mercado brasileiro, e isso demonstra o nosso compromisso com a sustentabilidade. É mais uma grande conquista não só para cooperativa, mas também para o consumidor final. Nossa expectativa é levar este produto para todas as nossas embalagens”, afirma Edivânia de Fátima Fernandes, responsável pela indústria da COOPFAM.

Resultado da combinação de inovação, tecnologia e sustentabilidade, o plástico verde captura 3,09 toneladas de CO2 para cada tonelada de resina de origem renovável produzida, de acordo com Avaliação de Ciclo de Vida (ACV) realizada pela consultoria ACV Brasil e com revisão técnica de um painel composto pelo Institute for Energy and Environmental Research GmbH (IFEU) e pela Michigan State.

“O polietileno verde atende às necessidades das empresas por soluções inovadoras e mais sustentáveis, como a COOPFAM e a União. Por esse motivo, a adoção do biopolímero tem crescido em todo o mundo e em produtos de diferentes setores. Atualmente é utilizado em 150 marcas na Europa, nos Estados Unidos, na Ásia, na África e na América do Sul”, reforça Gustavo Sergi, Diretor de Químicos Renováveis da Braskem.

(Fonte: CDN Comunicação, 20 de julho de 2017)