Mercado de esmaltes no país cresceu 12,6% no ano passado

Mercado de esmaltes no país cresceu 12,6% no ano passadoVocê prefere sair de conto de fadas ou de jeans? Na corda bamba ou de beijo? De mar de rosas ou de Penélope Charmosa? As opções de cores nos pequenos frascos de esmaltes nas prateleiras de salões de beleza, drogarias e esmalterias parecem não ter fim. E bastam as modelos vestidas com as criações de Karl Lagerfeld subirem às passarelas em Paris que começam as especulações quanto à cor do esmalte da próxima estação.

Sim, os vidrinhos coloridos de esmaltes de todos os gostos – e bolsos – vieram para ficar. E agora não são só as criações de roupas e make-up que estão chamando a atenção das mais antenadas do mundo fashion. Os esmaltes se transformaram em item de colecionadoras, febre de blogueiras, a nova coqueluche de marcas de celebridades como Ana Hickmann e Giovanna Antonelli, e de empresas de vários segmentos, como O Boticário e Le Lis Blanc. O Brasil tem hoje mais de 70 blogs de viciadas nas tintas para as unhas. As empresas não divulgam dados de faturamento com esmaltes ou unidades vendidas, mas pela quantidade de lançamentos que chegam às prateleiras é possível notar que os negócios vão bem.

O mercado de esmaltes no Brasil movimentou R$ 575,64 milhões no ano passado, alta de 12,6% em relação a 2011, segundo levantamento da Nielsen. O número de unidades vendidas somou 220,5 milhões no ano passado, aponta o estudo. O Brasil é hoje o segundo maior mercado consumidor de esmaltes do mundo, atrás apenas dos Estados Unidos, conforme dados da consultoria Euromonitor. “Os esmaltes viraram acessório dentro da produção diária das mulheres. Hoje, são itens fundamentais nas cestas de beleza das consumidoras. Elas conhecem mais sobre o produto e por isso buscam novidades a cada dia”, afirma Juliana Barros, gerente da categoria de maquiagem da Avon Brasil, que conta com mais de 50 opções de cores de esmaltes na sua linha.

Nas prateleiras, é possível encontrar cores magnéticas (a tampa tem um ímã que forma um desenho), glitter, verniz de balada (brilha na luz negra), 3D e holográfica (altera a coloração na luz). As novidades não param por aí. A Risqué lançou também sua linha de canetas para a decoração de unhas, que tem ponta fina e permite desenhar com precisão, e decorações como oncinha, zebrinha, florzinha e princesinha. “As consumidoras redescobriram a decoração, estão usando no seu dia a dia, nos mais variados estilos”, afirma Daniella Brilha, diretora de marketing da Risqué.

De acordo com dados auditados pela Mintel, nos últimos três anos foram lançados 15.675 novas embalagens de produtos para cuidados pessoais e beleza no Brasil, sendo que os esmaltes para unhas foram os que tiveram o maior número de lançamentos, seguido por maquiagem para os lábios (2º), tratamento para o cabelo (3º), xampu (4º) e produtos para o corpo (5º).

No período, a empresa que mais lançou produtos foi O Boticário, seguido pela Natura em segundo lugar, Avon (3º), Jequiti (4º) e Unilever (5º).

Os frascos são as embalagens mais utilizadas e os tubos/bisnagas ficam com a segunda colocação. Em terceiro lugar ficam os estojos, seguidos por caixas de cartão (4º), potes (5º), embalagens flexíveis (6º) e aerossol (7º).

Mercado de esmaltes no país cresceu 12,6% no ano passado

(Fonte: Diário de Pernambuco / Centro de Informações ABRE, 28 de junho de 2013)