Mercado de beleza cresce 15,62% em 2012, mas importações começam a preocupar

Mercado de beleza cresce 15,62% em 2012, mas importações começam a preocuparO setor de produtos de beleza e higiene teve alta de 15,62% no ano passado, segundo dados da ABIHPEC – Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos.

O país permaneceu como o terceiro maior mercado consumidor de produtos de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos no ano passado, com 10% de share (EUA é o primeiro e Japão é o segundo). De acordo com o presidente da ABIHPEC  João Carlos Basílio, “alguns fatores que permitiram crescimento consecutivo da indústria, acima dos dois dígitos nos últimos 17 anos, são o aumento da expectativa de vida, a expansão da classe C, a modernização das fábricas e os ganhos de produtividade”.

Os investimentos mostram que inovação é realmente um dos pontos focais do setor: em 2012 as indústrias de HPPC aplicaram R$13,6 bilhões em ativos, pesquisa & desenvolvimento e fortalecimento de marcas, um total 18% maior que em 2011.

Apesar dos números positivos, as importações começam a preocupar o mercado brasileiro.

Nos dois primeiros meses deste ano, os desembarques cresceram 30,8%, na comparação com o mesmo período de 2012. As exportações, por outro lado, registraram queda de 12,4%.

O déficit na balança comercial acumulado até agora é de aproximadamente US$ 75 milhões. Durante todo o ano passado, o número foi de US$ 130 milhões.

“O consumidor está em busca de inovação. O bolso dele está comportando produtos de maior valor agregado e a indústria brasileira não está conseguindo competir com alguns importados”, afirma Basílio. Os produtos argentinos, alemães, franceses e americanos são os concorrentes.

(Fonte: Cosméticos BR, 03 de abril de 2013)