Conveniência, segurança e sustentabilidade: os motores da inovação em embalagens

Conveniência, segurança e sustentabilidade: os motores da inovação em embalagensO mercado global de produtos para animais de estimação deve atingir US$ 202,6 bilhões até 2025, de acordo com um relatório da Grand View Research, Inc.. Ração para animais de estimação, que estima-se que seja o maior segmento de produtos, é uma categoria crescente devido ao aumento da demanda por produtos alimentícios premium e produtos naturais e orgânicos.

A América Latina representa um grande mercado para produtos para animais de estimação. O Brasil é o terceiro maior mercado de produtos para pets, com os brasileiros cuidando de 132,4 milhões de animais de estimação. Os mercados de produtos para animais de estimação no México, Chile e Colômbia são o segundo, terceiro e quarto maiores mercados de produtos para animais de estimação na região da América Latina. A tendência contínua de humanização dos animais de estimação e a disposição dos consumidores de optar por marcas premium de rações para estes animais estimularam o crescimento contínuo do setor. Além disso, o aumento do número de famílias não tradicionais sem filhos, juntamente com altos níveis de renda sobrando, fazem com que cresça o gasto per capita com os pets.

Esse aumento na posse de animais de estimação criou um mercado robusto para embalagens de rações. Em todas as indústrias globais, espera-se que a ração para animais de estimação atinja uma taxa de crescimento de 12%. Como resultado, os fabricantes devem esperar uma demanda contínua por crescimento dentro das embalagens flexíveis para as categorias de rações, de acordo com o relatório Flexible Packaging Assessment da PMMI – Packaging Machinery Manufacturers Institute dos EUA.

O aumento na adoção de animais de estimação, a inovação nas embalagens e a crescente renda sobrando dos donos de animais impulsionam o crescimento. Com essa renda disponível adicional, os donos desses animais também estão buscando produtos de ração premium e inovadores, que ajudaram a impulsionar o mercado. A tendência crescente de humanização dos animais de estimação e a preocupação com a saúde dos bichinhos resultaram em consumidores que buscam produtos alimentícios embalados de qualidade para seus animais. Os consumidores estão exigindo opções de embalagem que não só protejam as rações contra deterioração, mas que também tenham padrões de qualidade semelhantes aos das embalagens para alimentos de humanos.

Essas tendências de consumo levaram a uma crescente variedade de tipos de embalagem, utilizando mais ou diferentes tipos de película. O crescente sortimento e a concorrência no mercado estimularam os processadores de rações para animais de estimação a criar embalagens que espelhem as embalagens para alimentos humanos. Os processadores buscam soluções econômicas para todos os tipos de formatos de rações, incluindo bolsas stand-up, rações estilo rolo com lacre, que podem ser usadas para produtos frescos, congelados, com tratamento térmico e estáveis.

Regulamentos rigorosos de qualidade das rações para animais de estimação, impostos por órgãos governamentais, podem ser um possível recurso restritivo quando se trata de inovação em embalagens.

Plástico na forma de PVC, HDPE, PET e outros são alguns dos materiais mais utilizados no mercado de rações para protegê-las de contaminantes e preservar o valor nutricional. Esses materiais oferecem uma alta barreira, eficiência de custo, resistência à temperatura e durabilidade. Essas características, juntamente com recursos como aberturas para uma única porção e abas de zíper, adicionam apelo ao cliente no mercado de embalagens de rações para animais de estimação.

À medida que o mercado de rações para animais de estimação cresce, também tem aumentado o número de participantes do mercado, ampliando as opções disponíveis nas prateleiras da área. As marcas estão procurando maneiras de destacar seus produtos como algo único nesse mercado extremamente concorrido, seja com projetos criativos possibilitados por avanços em tecnologias de impressão e embalagens flexíveis, seja por meio de recursos convenientes, como sistemas avançados de fechamento.

Os desenvolvimentos na impressão flexográfica deram espaço às marcas de rações para animais de estimação para serem verdadeiramente criativas ao exibir seus produtos nas gôndolas. As melhores práticas para impressão flexográfica evoluíram ao ponto de ser possível combinar designs visualmente impressionantes com as vantagens de custo do flexo. Enquanto isso, para atrair os consumidores, a indústria de rações começou a incorporar características de conveniência, como fechos comuns tradicionalmente usados na indústria de salgadinhos. Esses tipos de mudanças de embalagem ajudam os produtos a se destacarem entre os concorrentes nas prateleiras das lojas.

O desejo de conveniência contribuiu para o interesse em recursos como zíperes audíveis e táteis, proporcionando som e sensação ao fechar, e zíperes de bolso, que permitem que os usuários rasguem a largura inteira sem estragar os reforços, proporcionando um recurso adicional inviolável. Além disso, os zíperes fáceis de rasgar fornecem uma linha de corte limpa, sem ter que marcar o pacote com laser. Dito isso, a classificação de algumas embalagens está relacionada aos sentidos, além da conveniência. Por exemplo, alguns pacotes estão usando a microclassificação para permitir que os usuários sintam o cheiro imediatamente quando pegam o pacote e empurram o ar para fora.

Além da embalagem flexível, a demanda por tubos e copos deve se beneficiar da necessidade de recursos de conveniência e embalagens leves para rações. A durabilidade também é fundamental nesse mercado. A compra de embalagens grandes continua a ser uma tendência popular. Com esses pacotes maiores e mais pesados, as películas resistentes à perfuração e a marcação a laser fácil de abrir, para evitar que o pacote rasgue do lado, são recursos que os consumidores valorizam.

Muitas marcas de rações para animais de estimação estão preocupadas em manter a confiança do consumidor na qualidade e segurança de seus produtos. Mesmo que as empresas estejam dando grandes passos para melhorar a qualidade e a segurança de suas rações, todos os recalls de produtos aumentam a preocupação do público com a qualidade e consistência das rações que estão comprando para seus pets.

As gorduras e minerais na ração são suscetíveis à oxidação quando expostos ao oxigênio, o que pode causar sabores indesejáveis. A embalagem flexível com película de alta barreira funciona para evitar a oxidação e manter o produto fresco. Películas metalizadas ou folhas de alumínio são recomendadas pelo mesmo motivo. Além disso, recursos como válvulas de desgaseificação unidirecionais e bolsas resseláveis podem ajudar a reduzir a exposição ao oxigênio, prolongar a vida útil do produto e criar clientes fiéis.

Além da segurança, a sustentabilidade motiva os consumidores a comprar certas marcas de rações para animais de estimação. Os consumidores estão cada vez mais conscientes e preocupados com o desperdício e o impacto ambiental dos métodos tradicionais de embalagem. Embalagens aliadas à sustentabilidade influenciam as decisões de compra do consumidor.

Hoje, os processadores têm mais opções quando se trata de materiais que são mais sustentáveis ou, pelo menos, menos impactantes no meio ambiente. Por exemplo, eles podem usar materiais provenientes de resinas renováveis e evitar as resinas à base de petróleo. As empresas estão examinando o uso de embalagens, como pouchs stand-up feitas de polietileno 100% reciclável (PE), eliminando a necessidade de laminação com outros substratos e simplificando o processo de reciclagem.

Além do caminho reciclável, também há materiais compostáveis. Essas soluções que abordam o desperdício de material incluem embalagens biodegradáveis e podem ser usadas em uma variedade de formatos, inclusive para rações úmidas.

(Fonte: CarneTec, 10 de julho de 2019)