Consumo doméstico e faturamento da indústria de café devem crescer este ano

Consumo doméstico e faturamento da indústria de café devem crescer este anoO consumo de café no país deverá crescer entre 2,5% e 3% este ano em relação a 2012 e alcançar cerca de 21 milhões de sacas de 60 quilos, de acordo com Nathan Herszkowicz, diretor-executivo da Associação Brasileira da Indústria de Café (ABIC).

Já o faturamento da indústria poderá aumentar entre 10% e 15% sobre o ano passado (R$ 7,5 bilhões). O crescimento, afirma Herszkowicz, reflete o maior volume comercializado e o processo de reajuste de preços iniciado ainda em 2012 para compensar o aumento dos custos no ano anterior, quando as cotações da matéria-prima registraram forte alta.

De acordo com dados auditados pela Mintel, nós últimos dois anos foram lançados 286 produtos no segmento no Brasil, sendo que o café em pó foi o que teve mais lançamentos, seguido por mistura para bebidas em segundo lugar e café gelado pronto para beber na terceira posição.

A Sara Lee foi a empresa que mais lançou produtos no período, seguido pela Nestlé em segundo lugar, Três Corações Alimentos (3º), Melitta (4º) e Cia. Cacique de Café Solúvel (5º).

As embalagens flexíveis foram as mais utilizadas no período, seguidas por pote em segundo lugar, cápsula (3º), stand-up pouch (4º), sachê (5º), caixa de cartão (6º), lata (7º), stick-pack (8º) e garrafa (9º).

Consumo doméstico e faturamento da indústria de café devem crescer este ano

(Fonte: CaféPoint/ Centro de Informações ABRE, 12 de novembro de 2013)