Coca-Cola fará cadeiras a partir de garrafas PET para estádio do Maracanã

Coca-Cola fará cadeiras a partir de garrafas PET para estádio do MaracanãA Coca-Cola Brasil, a Giroflex-Forma, o Governo do Rio e o Consórcio Maracanã Rio 2014 anunciaram no dia 07 de novembro, em cerimônia no Maracanã, uma parceria para a fabricação de 6773 assentos premium –  próximos ao gramado – com revestimento de garrafas PET para o estádio, palco da final da Copa de 2014. Para que fosse possível utilizar o material reciclado nas cadeiras e atender às normas da FIFA, a Giroflex investiu R$ 3 milhões. “O casamento não foi fácil do ponto de vista técnico, pois precisávamos dar as garantias que a FIFA exige de conforto, durabilidade, combustão, entre outros”, disse Ícaro Moreno, presidente da Empresa de Obras Públicas do Estado do Rio (EMOP). Os novos assentos são mais resistentes que os tradicionais.

Já a Coca-Cola lançou no dia 15 de novembro a campanha – estrelada pelo apresentador Luciano Huck, pela jogadora Marta e pelo líder do movimento dos catadores de materiais recicláveis, Tião Santos – para arrecadar as garrafas que serão utilizadas na fabricação. Serão espalhados coletores especiais pela cidade do Rio de Janeiro. “Esta é uma iniciativa inovadora e inédita para o esporte do mundial”, afirmou Victor Bicca Neto, Diretor de Assuntos Governamentais, Comunicação e Sustentabilidade da Coca-Cola para a Copa do Mundo.

Segundo Linaldo Vilar, diretor de novos negócios da Giroflex, serão necessárias 100 garrafas de 600 ml para a confecção do tecido do estofamento de cada assento, que será 15% mais caro do que o tradicional. A companhia, em parceria com a alemã Eheim, já fabricou os assentos da Alianz Arena, em Munique, do Parque Aquático de Londres e do Legia Stadium, Varsóvia, mas os do Maracanã serão os primeiros com o material reciclado. “Os novos assentos casam com as nossas iniciativas de inovação e sustentabilidade. Serão as primeiras cadeiras com revestimento de garrafas PET e tenho certeza que elas logo serão referência mundial”, aposta Vilar. “Já faz parte dos nossos planos levar estas cadeiras para outras arenas brasileiras”, completou Bicca Neto.

O Maracanã terá certificado LEED com redução do consumo de água em 30% e de energia elétrica em 8%. “Os assentos fabricados com material reciclado vêm ao encontro com a visão sustentável que pauta as obras do estádio”, ressaltou Marcia Lins, Secretária Estadual de Esportes e Lazer do Rio. “Esta é uma iniciativa para mostrar que é possível engajar a população”, completou Bicca Neto.

(Fonte: Brasil Econômico, 08 de novembro de 2012)