Classes C e D passam a comprar mais ração para cães e gatos

Classes C e D passam a comprar mais ração para cães e gatosDe acordo com a ABINPET (Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação) as rações pet de linhas standard para cães podem ocupar 4,7% e 11,1% do orçamento familiar das classes C e D, respectivamente. Quando os números analisados são referentes a rações para gatos, as porcentagens são de 1,8% e 4,1%. “O cruzamento de dados revela que nosso mercado é amplo, e atende a todas as classes sociais”, explica José Edson Galvão de França, presidente da entidade. “Hoje, entendemos que todos podem ter um animal, não importa a raça ou espécie”. A pesquisa é fruto de uma análise a partir de informações do IBGE e a inteligência de mercado da ABINPET.

Ainda de acordo com a associação, os gastos mensais com cães podem ir de R$ 133 (raças pequenas) até R$ 314 (raças grandes), sendo que a ração é o produto que demanda mais gastos (de R$ 41,91 a R$ 176,22), considerando produtos standard. Para quem tem gatos, o valor total mensal fica em até R$ 84,19, com produtos standard. Produtos de linhas premium podem chegar a custar R$ 859,98 para cães de raças grandes e R$ 278,12 para gatos. Com isso, a diferença entre gastos standard e premium pode chegar a R$ 545,63. Peixes ainda são os animais que exigem menos gastos mensais, somando, em média, apenas R$ 18.

“A perspectiva é de que o Brasil se mantenha em quarto lugar no ranking de população pet mundial, com uma estimativa de crescimento de 5% anuais” projeta Galvão de França. “Tomando por base a população brasileira, de 199 milhões de habitantes em 2012, segundo o IBGE, podemos dizer que existe praticamente um animal de estimação para cada dois brasileiros. Mas como o crescimento do número de pets é constante, e nossa população cresce mais vagarosamente, essa relação pet/ser humano deve mudar”.

O Brasil é também o segundo colocado mundial no mercado pet, atrás somente dos Estados Unidos. Em 2012, as indústrias brasileiras de Pet Food, Pet Care, Pet Vet e Pet Serv atingiram os R$ 14,2 bilhões em faturamento, crescimento de 16,4% sobre o ano anterior.

(Fonte: Supermercado Moderno, 28 de fevereiro de 2014)