Absolut Unique chega ao mercado mundial com quatro milhões de garrafas exclusivas

Absolut Unique chega ao mercado mundial com quatro milhões de garrafas exclusivasA linha de produção das icônicas garrafas da vodka sueca Absolut transformou-se em um estúdio de arte colorido e vibrante. Tudo isso para dar vida ao audacioso projeto da edição limitada Absolut Unique, que produziu cerca de quatro milhões de garrafas únicas, exclusivas e numeradas.

Para gerar designs diferentes, toda linha de produção na Suécia foi repensada, e o resultado é a inovadora edição limitada que chega ao mercado brasileiro em meados de outubro. .

“Absolut Unique vive o DNA criativo de Absolut e entrega a sua essência através da embalagem, únicas e exclusivas obras de arte. Essa criatividade permeia todos os movimentos da marca e motiva o nosso consumidor, que coleciona as edições, a esperar pelo excepcional e exclusivo. Este é um público que gosta de inovação e está sempre aguardando pelo próximo passo da marca”, comenta Rafael Souza, gerente do grupo de bebidas premium da Pernod Ricard Brasil. “A ideia é que cada garrafa represente a exclusividade e importância de cada consumidor de Absolut em todo o mundo”, acrescenta.

A edição limitada utilizou 40 cores e aplicou diversos desenhos diferentes nas garrafas, o que resultou em quatro milhões de combinações artísticas únicas. Além disso, cada garrafa carrega um selo branco com seu número de fabricação e com as informações sobre a bebida.

Para reestruturar toda sua linha de produção, a vodka sueca contou com uma complexa interação entre elementos humanos e mecânicos. A montagem recebeu uma programação especial de algoritmos e ganhou o reforço de tintas especiais, máquinas para mixagem de cores e aparelhos que produzem o efeito de respingos.

“Muitos artistas renomados já buscaram inspiração e/ ou produziram obras com o icônico formato da nossa garrafa. Agora, a artista foi Absolut”, comenta Rafael.

O mercado brasileiro receberá 60 mil unidades de Absolut Unique. Os lotes enviados para todo o mercado global não serão sequenciais, portanto o consumidor não encontrará uma ordem de produção com números sequenciais.

(Fonte: Guia da Embalagem, 10 de setembro de 2012)