<< Voltar     


Embalagem para defensivos agrícolas com barreira via Plasma

Vencedor em Estratégica - Sustentabilidade - 2021

Data de lançamento: 28/05/2021

Categoria: Sustentabilidade

Tags: Plasma, defensivo agrícola, monomaterial, sustentabilidade, Unipac

Empresa vencedora: Unipac (www.unipac.com.br)
Convertedor: Unipac (Grupo Jacto)
Brand owner: Syngenta Proteção de Cultivos


País: Brasil


A embalagem é mais sustentável que a alternativa de barreira multicamadas, que é a mais utilizada nesse mercado. O processo é limpo, de alta eficiência, traz reduções significativas de consumo de energia e emissão de GEE, com circuito de água fechado. O produto final é monomaterial e 100% reciclável Os principais desafios foram: atender os elevados requisitos de barreira para solventes agressivos, garantir a aplicação do plasma por toda a embalagem, desenvolver uma metodologia de controle de qualidade específico e a instalação remota da máquina e software por conta da pandemia de covid-19.

A inovação da barreira plasma se agrega ao portfólio da empresa, o mais completo de soluções para embalagens de defensivos agrícolas. Com a nova tecnologia, o produto atende às estratégias dos clientes (brand owners do segmento) sintonizados com os critérios de sustentabilidade e competitividade. A máquina de tratamento possui alta eficiência operacional,é estável e com alto nível de automação; representa uma transição para o conceito de indústria 4.0 uma vez que seus parâmetros são continuamente monitorados (telemetria) para garantir a qualidade e antecipar eventuais manutenções necessárias

O equipamento está dentro do site da companhia, por essa razão, reduz movimentações logísticas frente ao processo offline realizado em uma empresa parceira, proporcionando um menor lead time na entrega para o cliente. A tecnologia proporciona uma camada de barreira nanométrica de alta performance e permite que o produto envasado seja armazenado e transportado com a segurança necessária, preservando suas propriedades originais.

A embalagem desenvolvida mantém a mesma eficiência de uma embalagem produzida com outras tecnologias de barreira a solventes, atendendo aos requisitos internacionais de transporte marítimo e terrestre e ainda fomentando fortemente o tema de Sustentabilidade através da tecnologia. A tecnologia traz otimização principalmente na etapas de fabricação (alta produtividade e níveis de controle, baixo índice de refugos), competitividade técnica e financeira, além do retorno ao ciclo de reutilização das embalagens pelo programa de logística reversa estabelecida no setor.

A embalagem será recolhida pelo sistema de logística reversa do INPEV, que segundo o mesmo, recupera 94% das embalagens do campo, e pode ser destinada a outros mercados (embalagens de óleo lubrificante, conduítes e dutos, tubo para esgoto, caixa de bateria automotiva e pellet).

Ver maior em nova página